Críticas às ciclofaixas e falta de prioridade as questões sociais de São Paulo

A SRA. PATRÍCIA BEZERRA (PSDB) –  Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, público que assiste a esta sessão pela TV Câmara São Paulo, boa tarde.
Como já foi sinalizado desta tribuna na tarde de hoje, o assunto é a tão idolatrada – ciclofaixa do Prefeito Haddad, um tema comentado por todos nós e, para não ser repetitiva, como disse aqui meu nobre Colega Natalini, sua tinta deve ser de ouro. Com certeza, para custar R$ 650 mil o preço da ciclofaixa por quilômetro, só pode ser uma tinta mesmo de ouro. Aí nós viveríamos numa cidade irreal, idealizada, que, aliás, é muito parecido com o que é propagado pelo governo petista.

Pelo governo petista e pelas propagandas do governo petista, não vivemos numa cidade com crise, não vivemos numa cidade onde os moradores de rua estão em toda parte. Nunca na história dessa cidade se teve tanto morador de rua como nessa gestão, como nessa administração.

Nunca antes, também, na administração dessa cidade, se teve tanta demanda de creches. Ainda que se existisse um desmando nesse gasto exorbitante pelas ciclofaixas, mas, ao menos, estivessem sendo cumpridos os planos de meta no que diz respeito às creches, a cidade seria diferente. O prefeito Fernando Haddad prometeu criar 150 mil novos postos no ensino infantil até o fim de 2016, mas chegou à metade do mandato com apenas 42 mil entregues.

O PT é um partido que se gaba e se coloca como o partido das minorias, mas que, na administração – e naquilo que é patente serviço da administração –, não está dando a mínima para as demandas que partem da minoria.

As mães pobres da cidade de São Paulo precisam da creche. Isso é algo essencial para quem sai para trabalhar às 5h da manhã, para deixar, em local seguro e apropriado, seus filhos. Mas isso não está sendo visto como prioridade nesse governo.

O Governo tem visto a bicicleta como prioridade numa cidade, onde, na maioria das suas regiões, as ciclofaixas sequer são passíveis de existir.

Em determinados lugares, sou favorável à ciclofaixa.  Cidades modernas do mundo têm ciclofaixas, há pessoas andando de bicicletas. Isso faz bem para o usuário da bicicleta, é saudável, faz bem para o transporte público e faz bem para uma porção de fatores. Mas, numa, por exemplo, Freguesia do Ó, colocar ciclofaixa é quase uma piada de mau gosto.
 
- Manifestação fora do microfone.
 
A SRA. PATRÍCIA BEZERRA (PSDB) – Exatamente. Em subidas como no Morumbi.

Então não adianta sair com um balde de tinta, distribuindo e achando que está trazendo algum benefício para o transporte público da Cidade.
Acho também que o PT deve estar com algum problema interno, de disputa, porque nem um projeto que é bom, inclusive, que admiro, que são os CEUs, tem caminhado. Dos 20 CEUs prometidos, apenas o de Heliópolis foi entregue.

Acho que os CEUs, se não me engano – corrijam-me se eu estiver errada –, foi uma iniciativa da Prefeita Marta Suplicy e foi implantado por ela, na gestão dela. Acho que ela é uma possível concorrente ao Governo Haddad.

Mas o fato é que temos um problema enorme na questão social, o que mostra uma incoerência absurda de um partido que diz que representa e que sempre representou as minorias. De onde vem o dinheiro para pagar as tintas do Sr. Haddad? Ora, dinheiro, acho que não está faltando, porque, acho que o Petrobrasgate deu dinheiro para muita gente. Obrigada, Sr. Presidente.