CPI dos Planos de Saúde pede quebra de sigilo bancário da Unimed Paulistana

Dividas da empresa com o município chegam a R$ 168 milhões

Publicado em 10 de setembro de 2015 12h30

Na oitiva da CPI dos Planos de Saúde, de ontem, 22, foram ouvidos os representantes da Unimed Paulistana para prestar esclarecimentos sobre o que ocorrerá com os usuários após o descredenciamento de sua carteira de clientes pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).  Durante a sessão, a CPI apresentou requerimento para a quebra do sigilo bancário da Unimed Paulistana, caso não sejam enviados os extratos financeiros dos últimos 36 meses no prazo de 25 dias. Apesar de solicitar a presença do presidente da empresa, a CPI contou com a diretoria executiva da Unimed, designada para substituir Marcelo Nunes, o atual presidente.

Em depoimento, Regivaldo Jose, gerente contábil da Unimed Paulistana, afirmou que a empresa possui dívidas de R$ 160 milhões com o município, além de R$ 8 milhões no programa de parcelamento de dívidas incentivado da prefeitura, e mais 65 milhões em dívidas trabalhistas. Mauro Eduardo, diretor financeiro da Unimed afirmou que após o anúncio do descredenciamento da Unimed, clínicas conveniadas pararam de agendar consultas. Segundo ele, o quadro que levou a crise atual de empresa vem da diretoria antiga, que foi destituída em agosto, quando tomou posse a nova diretoria de qual faz parte.

“Acho muito estranho entrarem nesse barco agora. Colocaram em suas mãos uma granada sem pino, e vocês aceitaram isso numa boa?”, indagou a vereadora Patrícia Bezerra durante a CPI. Nossa preocupação aqui é exclusivamente com o usuário. O cidadão não é atendido como deve nem no SUS, nem pagando. E para piorar, os planos estão causando mais dívidas ao SUS, sem o repasse que deveriam fazer. O cidadão é lesado sempre”, explica.

Por considerar as respostas recebidas dos depoentes como inconclusivas, além de solicitar a quebra do sigilo bancário, a CPI apresentou requerimento para convocação da antiga diretoria da empresa, que deverá comparecer na próxima reunião da CPI, prevista para 6 de outubro.  

Destaque na Mídia. Clique para ver as matérias:

Globo - SPTV 2² Edição 
Portal G1
Rádio CBN
Rádio Jovem Pan - Entrevista com Patricia Bezerra
Diário de S. Paulo

Por favor, aguarde...