População pode vir a decidir o que Prefeitura de SP vai privatizar na cidade

Programa de Desestatização de Doria pode passar por plebiscito. Vereadora Patricia Bezerra, ex-secretária municipal de Direitos Humanos, reuniu 24 assinaturas para dar entrada no pedido.

Publicado em 28 de junho de 2017 16h33

 

A vereadora Patricia Bezerra (PSDB) reuniu 24 assinaturas para dar entrada a um pedido de plebiscito para que a população decida o que a Prefeitura da cidade de São Paulo pode privatizar.

O Programa de Desestatização da Prefeitura prevê gestão particular de mercadões, sacolões, parques, praças, sistema de bilhete eletrônico, entre outros.

O projeto da vereadora tucana vai para as comissões permanentes da Câmara para aprovação e, caso seja aprovado, irá para votação em plenário.

Patrícia Bezerra retornou à Câmara após entregar o cargo de secretária municipal de Direitos Humanos. Ela foi uma das três mulheres escolhidas por João Doria para ocupar o primeiro escalão da gestão. Saiu após discordar das ações que começaram a ser realizadas na região da Cracolândia, no Centro da cidade, no dia 21 de maio.

Antes de deixar o cargo, ela fez duras críticas às ações de Doria em reunião com representantes de movimentos sociais. “Não concordo com o que foi feito no domingo. Não temos como partilhar disso sendo quem somos: a secretaria de Direitos Humanos”, disse ela. Também afirmou que, se fosse para optar entre governo e o interesse das minorias, o “lado já estava escolhido”.

A procuradora de Justiça Eloísa Arruda foi nomeada para o cargo semanas após a saída de Patrícia.

 

 

Fonte: G1.

Por favor, aguarde...